sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Governo Populista - Populismo


A REPÚBLICA POPULISTA 1946 – 1964 (Resumo)


Apesar de habitualmente convencionar-se o período de 1945 a 1964 como o auge do populismo é importante ressaltar que suas raízes não remontam desta época. As suas origens estão na Revolução de 1930. O populismo não foi um advento tipicamente brasileiro, mas latino americano. Trazia a marca de suas origens: a política ambígua como produto de forças transformadoras e contraditórias. Notabilizado por Getúlio Vargas que usou e abusou do carisma pessoal, dos discursos melodramáticos e do uso da propaganda massiva, características consagradoras do grande ícone populista que, ainda hoje, inspira os hábitos e comportamentos das lideranças políticas contemporâneas. Seu discurso nacionalista, a concentração de poderes políticos, uma delicada teia de interesses e alianças proporcionaram-lhe longa permanência a frente da presidência do Brasil. O populismo de Vargas saudava valores e idéias que o credenciava como “grande líder” porta-voz das massas, fundamentando o seu discurso em projetos de inclusão social. Contudo o exemplo que ratifica a contradição do populismo é a denominação dada à Vargas que conseguia, ao mesmo tempo, ser o “pai dos pobres” e a “mãe dos ricos”.
Segundo o sociólogo Francisco Weffort, o populismo, como "estilo de governo", é sempre sensível às pressões populares; simultaneamente, como "política de massa", procura conduzir e manipular as aspirações populares. Isto significa que, aparentemente o comando estava com o povo, porem na realidade, sem aperceber-se a massa popular era sutilmente controlada pelo governante. Podemos retirar a conclusão do que representou o populismo a partir de 3 aspectos:
No plano político/econômico foi o deslocamento do pólo dinâmico da economia - do setor agrário para o urbano -, através do processo de desenvolvimento industrial, em grande parte iniciado pela revolução de 1930.
No plano social, tais transformações econômicas implicaram a ascensão das classes populares urbanas, cujos anseios foram sistematicamente ignorados e reprimidos no período da República Oligárquica.
Do ponto de vista da camada dirigente, o populismo é, por sua vez, a forma assumida pelo Estado para dar conta dos anseios populares e, simultaneamente, elaborar mecanismos para o seu controle.

O MITO DO PAI DOS POBRES - Este texto traz mais informações sobre o populismo.
Vargas foi uma referência do populismo, mas não o único. JK, Jânio e Jango também figuram como representantes deste modelo na época. Posteriormente outros políticos absorveram características populistas em suas trajetórias pessoais, seja no ambito estadual ou nacional. O populismo não acabou. Ainda está em evidência. Como prova apontamos o estilo de governar do presidente Lula ao incorporar aspectos populistas, mantém altos índices de popularidade no Brasil e destaca-se no cenário político internacional. Cito como exemplo do folclore populista o recente fato de ter recebido elogios do presidente Obama ao comentar "Este é o cara" referindo-se a Lula. Portanto "nunca na História deste país" o populismo esteve tão em voga. Importante lembrar que a passagem para o período da República Populista origina-se nas consequências do término da Segunda Guerra Mundial que repercutiram sobre a política interna do Brasil e contribuiram para o enfraquecimento das bases de sustentação do governo Vargas. Justificativa não faltava. Afinal não fazia sentido manter aqui uma ditadura (o Estado Novo) que enviou tropas para combater a ditadura nazifascista na Europa. Situação não condizente ao cenário mundial de restabelecimento das democracias, após a derrota do nazifascismo. As pressões aumentaram para o término do Estado Novo.

Foi assim que o "Reporter Esso a testemunha ocular da História" anunciou a pelo rádio a renúncia de Vargas em 1945: (Clique no link abaixo para ouvir)

REPÓRTER ESSO NOTICIA A RENÚNCIA DE VARGAS



Eurico Dutra (1946-1951)
Embora não figure como um típico populista, Dutra foi o primeiro presidente do dito período. Eleito com o apoio do PTB e de Getúlio Vargas, a quem derrubou do poder em 1945, chegou a presidência em uma época conturbada por problemas econômicos e políticos. O aumento do custo de vida provocou manifestações de protesto da classe trabalhadora em reação o governo Dutra proibiu greves e interveio em sindicatos. Vamos observar alguns aspectos deste governo considerando a seguinte classificação:
Contexto político Nacional:
  • Elaboração da Constituição de 1946 (Quinta constituição do Brasil e quarta da República) foi considerada foi considerada liberal e redemocratizante. Características: Foi Promulgada; Manteve República Federativa; O Regime Presidencialista (com mandato presidencial de cinco anos); Independência entre os três Poderes; Autonomia estadual e municipal; Voto universal e obrigatório para alfabetizados maiores de 18 anos; Votação para Presidente e Vice-Presidente.
  • Plano Salte (saúde, alimentos, transporte e energia);
  • Proibição do jogo do bicho e fechamento dos cassinos;

Contexto político Internacional:

  • Alinhamento do Brasil aos EUA no contexto da Guerra Fria (Imperialismo Cultural);
  • Rompimento das Relações Diplomáticas com a URSS;Fechamento do PCB;




Getúlio Vargas – PTB (1951 – 1954):


Em 1950 na campanha para presidente traz a baila Getúlio Vargas. Utilizando seus atributos populistas Gegê, como era carinhosamente chamado, consegue se eleger e voltar ao poder "nos braços do povo". Inova na campanha política. Utiliza o "jingle" de campanha divulgado pelos canais midiáticos, principalmente o rádio, fortalecendo a comunicação com as massas trabalhadoras.  
Clique no link para ouvirJINGLE DA CAMPANHA DE VARGAS EM 1950


Afinal nos trabalhadores encontraria um dos pilares de sustentação do governo, cuja principal característica foi a política econômica nacionalista e intervencionista. Característica esta que valeu forte oposição dos adversários políticos e apesar do carisma popular o clima do governo transcorreu em meio a turbulentas crises e resultou no gesto fatídico do suicídio. Fatos do governo Vargas:
  • Plano Lafer (Horácio Lafer): estímulo a indústria de base (Plano Qüinqüenal);
  • Campanha "O petróleo é nosso", com o apoio de Monteiro Lobato, que culminou em 1953 com a criação da Petrobrás;
  • Empresários nacionais, associados a capitais internacionais, financiaram a oposição ao governo através da UDN e do seu líder e governador da Guanabara Carlos Lacerda (dono da Tribuna da Imprensa);
  • A fim de ganhar apoio das massas Vargas adota uma medida populista: o aumento de 100% do salário mínimo, concedido pelo Ministro do Trabalho João Goulart;
  • Atentado a Carlos Lacerda (rua Toneleros, Copacabana no Rio de Janeiro);
  • Suicídio de Getúlio Vargas (24 de agosto de 1954). Carta Testamento: "...saio da vida para entrar na História."                                                                                                                                                                                  
Clique no link para ouvir o trecho da Carta Testamento anunciada pelo Repórter Esso: A CARTA TESTAMENTO DE VARGAS





Multidão acompanha o cortejo fúnebre de
Vargas no Rio de Janeiro 







O povo chora pela morte do "pai dos pobres"


Assumem respectivamente a presidência Café Filho (vice-presidente), Carlos Luz (presidente da Câmara dos Deputados) e Nereu Ramos (presidente do Senado). Tentativa de golpe dos udenistas (com o apoio de Carlos Luz), que tentam impedir a posse de JK e Jango, acusando-os de "comunistas" e por não conseguirem a maioria absoluta de votos. A tentativa de golpe foi desarticulada pelo general Henrique Teixeira Lot (Ministro da Guerra).


Juscelino Kubitschek – PSD (1955 – 1961)
Carismático e político habilidoso JK, o presidente "bossa nova", notabilizou-se pelo empreendedorismo e na construção de um Brasil moderno como marca da sua administração. Podemos apontar como principal característica deste governo a política econômica modernizadora e com base no capital estrangeiro. Abriu as portas para o capital internacional, elevou o padrão de consumo da população urbana ao incentivar a instalação das indústrias de bens duráveis (automóveis e eletrodomésticos). Concluiu seu mandato com a audaciosa e dispendiosa construção de Brasília. Os principais fatos deste governo foram:
Construção de Brasília a marca da adminisração JK.

  • Sua plataforma de campanha e de governo foi o Plano de Metas: "50 anos de desenvolvimento em 5 de governo";
  •  Empréstimos e investimentos estrangeiros. O Plano de Metas previa investimentos em: energia, transporte, alimentação indústria de base e educação.
  • Construção de Brasília (Projeto de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa), construída pelos candangos.
  • Concentração de industrias em SP, Rio e MG. Instalação de indústrias de bens duráveis, principalmente multinacionais automobilísticas;
No final do governo JK, o país teve um aumento considerável da dívida externa e da inflação (superinflação), o que provocou o aumento do custo de vida e poder aquisitivo do salário mínimo caiu consideravelmente;
  • O aumento da inflação do custo de vida e da dívida externa, levou o governo a romper com o FMI e a decretar oratória.
  • Criação da SUDENE (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste);


Jânio Quadros – PTN (1961):

Apesar de ser candidato do inexpressivo partido PTN foi eleito com o apoio da UDN. Comentava-se que: "Jânio é a UDN de porre!". Seu símbolo de campanha foi a "vassourinha" que segundo Jânio, se eleito, varreria a corrupção da administração pública. Particularmente entendo que a escolha de Jânioo foi o voto de protesto do eleitorado. Teve o significado de um recado aos políticos, em virtude do desacrédito nas atitudes das instituições da República no contexto da época. Figura caricata, Jânio, foi autor de medidas polêmicas como a proibição de rinhas de galo e uso do biquíni. No plano da política externa provocou arrepios aos políticos conservadores ligados ao capital estrangeiro (Estados Unidos) quando condecorou Che Guevara em cerimônia oficial. Esquisitices a parte Jânio encerrou seu mandato com uma renúncia pitoresca alegando que "forças terríveis ameaçavam seu mandato" "a mim não falta a coragem da renúncia" . Os principais acontecimentos deste governo:
Jânio condecora Che Guevara em Brasília
  • Manteve uma política externa independente: Reatou relações diplomáticas com a URSS e China Popular. Condecorou o ministro cubano e líder revolucionário de esquerda, Ernesto "Che" Guevara, com a comenda da Ordem do Cruzeiro do Sul.
  • A UDN rompe com Jânio e Carlos Lacerda, em rede de TV, acusa-o de abrir as portas do Brasil ao "comunismo internacional";
  • Sem apoio Jânio Quadros renuncia(26 de Agosto de 1961): "...forças terríveis levantaram-se contra mim e me intrigam ou infamam... A mim não falta a coragem da renúncia."Assim o

Repórter Esso anunciou a misteriosa renúncia de Jânio: A RENÚNCIA DE JÂNIO


Com a renúncia de Jânio, deveria assumir o vice-presidente. Jango estava em visita oficial a China Popular e era considerado pelos grupos reacionários, simpatizante do comunismo. Setores ligados ao grande capital nacional e internacional, com o apoio de parte das Forças Armadas tentaram impedir a posse de Goulart, quando eclodiu em Porto Alegre, depois se espalhando pelo RS e Brasil, o Movimento da Legalidade, liderado pelo governador Leonel Brizola (com o apoio do III Exército), que exigia o cumprimento da constituição e a posse de João Goulart.




João Goulart – PTB (1961 - 1964):
A posse de João Goulart, foi muito tumultuada. Graças as forças da legalidade seu mandato foi garantido. Época em que movimentos pró e anti-revolucionários eclodiram pelo país o governo Jango foi palco do conflito de interesses da implantação de reformas sociais com o capital internacional. A novidade foi a inédita adoção do sistema Parlamentarista,que deveria ser referendado por um plebiscito, tendo como Primeiro Ministro Tancredo Neves; Realização do plebiscito (6 de janeiro de 1963): de um total de 12 milhões de votos, quase 10 milhões de cidadãos votaram contra o parlamentarismo; Podemos caracterizar o mandato de Jango como governo nacionalista e política externa independente. Outros acontecimenos deste governo :
  • Plano Trienal de Desenvolvimento Econômico e Social:
  • Reformas de Base:   Reforma Agrária; Reforma Urbana; Reforma Educacional; Reforma Eleitoral; Reforma Tributária.
  • Lei de remessas de lucro para o exterior. Desagradou os interesses das multinacionais que operavam no Brasil.

Os trabalhadores deflagaram greves para pressionar os deputados e senadores na aprovação das reformas, as classes dominantes, em oposição, organizavam ,em várias cidades, as Marchas com Deus pela Liberdade, em São Paulo a Marcha teve como uma de suas líderes a socialite Hebe Camargo. Em 31 de março de 1964 começou o Golpe Civel Militar por Minas Gerais (general Olímpio Mourão Filho, apoiado pelo governador Magalhães Pinto), que recebeu a adesão de unidades no RS, SP e GB. Em 1 de abril Jango deixou Brasília e rumou para Porto Alegre, onde Brizola, com o apoio da BM, tentou convence-lo inutilmente a resistir, ambos fugiram para o Uruguai. Termina assim com um golpe militar a República Populista

Para sabe mais sobre a DitaduraPALESTRA SOBRE FATOS DA DITADURA

67 comentários:

  1. NOHh mt bom o blog
    Vaelww ai
    ajudo muito

    ResponderExcluir
  2. BOM ,ME AJUDOU A ESTUDAR PARA A PROVA.
    OBRIGADA.

    ResponderExcluir
  3. muitoO boom ajudou muito mesmoO
    Brigadaa

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante gostei muito do conteúdo, pois serviu para aumentar os meus conhecimentos.
    Valeu!!!

    ResponderExcluir
  5. Muito bom,ajudou bastante no nosso trabalho da universidade...valeuuu.

    Antonia Ferro e Ádrea...
    Ananindeua/ Pa

    ResponderExcluir
  6. valewwwww


    uhuuuuu


    minha namo nao vai mais me enche ..... uhuuuu

    ResponderExcluir
  7. obrigadooooooooooo!!!!!!!
    bjs!!!!
    thau!thau!!!!!

    ResponderExcluir
  8. uhuuuuul. MUUIITO BOOOM . coontinuueem assim UHUUUL

    ResponderExcluir
  9. adorei, muito obg...
    me ajudou bastante

    ResponderExcluir
  10. Cara mim ajudou muito no trabalho da escola .


    vlws msm!!!


    Abrazzzzz

    ResponderExcluir
  11. ADOREIIIIIIIIIIIIIIIIIIII DE MÔNTÃOOOOOOO

    ResponderExcluir
  12. Muito bom! Como amante do Socialimo me foi de grande aprendizado.

    ResponderExcluir
  13. " Obrigado entendi bem melhor agoraa..."

    ResponderExcluir
  14. ... Melhorou meus conhecimentoss " ! rsrs

    ResponderExcluir
  15. Perfeitoo .. vou tirar nota maxima na proova ! Brigadaa...

    ResponderExcluir
  16. muito bom, perfeito para estudar, sintético e prático. Obrigado.

    ResponderExcluir
  17. Parabéns!!! pelo blog, muito sintetico!!
    M ajudou muito no trabalho!! VLW

    ResponderExcluir
  18. uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu mui bueno che gevara nuestro conpanhero

    ResponderExcluir
  19. valeu mesmo cara..ajudar muito

    ResponderExcluir
  20. ki bom "kkkkkkkkkk" =D

    ResponderExcluir
  21. nem li, mas já percebi q é legal D: rsrsr

    ResponderExcluir
  22. Muuuuuuito bom, parabéns.

    ResponderExcluir
  23. muito bom esse blog
    me ajudou bastante com um trabalho da minha escola

    ResponderExcluir
  24. Valeu acertei 5 questões no vestibular!
    vou passar!

    ResponderExcluir
  25. Vargas foi o político mais populista do Brasil?

    ResponderExcluir
  26. muito bom... continuem assim
    vou passar no vesibular !!!
    huhuhuhu

    ResponderExcluir
  27. Pessoalmente acredito que sim. Após 56 anos de sua morte a imagem deste político ainda está aguçada na memória nacional, convenhamos que é uma façanha em se tratando de política no Brasil. Guardando as devidas proporções de tempo e contexto histórico "nunca na história deste país" houve um político com a popularidade de Vargas. Possuidor de grande carisma soube como poucos construir trajetória política ímpar. Foi a referência para outros políticos que adotaram a linha populista.
    O personagem Vargas é um ser complexo, dúbio por excelência, de difícil definição, capaz de ser visto como Pai dos Pobres, do Trabalhador e Padrinho das Elites ao mesmo tempo e em outros momentos um cruel ditador que matava, torturava e cometia crueldades absurdas. Apesar desta face perversa a imagem de Vargas mantinha-se estável, sem danos comprometedores perante a massa popular que parecia não importar-se com o lado nefasto de Vargas. Claro que esta leitura positiva efetuada pelo povão deve-se a falta de senso crítico e da baixa escolaridade, características estas exploradas sistematicamente para reforçar seu carisma através de estratégias de propaganda e assim obter aprovação popular. O último gesto de Vargas, o suicídio em agosto de 1954, reforçou ainda mais no consciente popular a imagem de bem feitor, podemos arriscar o palpite que tentaram alçá-lo a condição de mártir. O tiro no peito de Vargas acertou em cheio na sanha da oposição em aplicar um golpe militar que estava em curso, pois a repercussão popular foi tão impactante que naquele momento não haveria clima para prosseguit, o golpe foi consumado 10 anos depois em 1964 abrindo um novo episódio na História do Brasil. Digamos que mesmo depois de morto Vargas conseguia interferir nos rumos da História e aí cabe a frase contida na sua carta testamento: "serenamente saio da vida para entrar para a História". Decerto que seu funeral foi montado sobre uma forte campanha de propaganda para consolidar a imagem de herói da pátria, senão vejamos: uma carta testamento de forte teor apelativo na qual oferecia sua vida pela causa da nação. A exposição exacerbada às massas da imagem do pai dos pobres, além do espanto dos seus opositores que ficaram estáticos e sem reação ao ato. Importante ressaltar que neste espaço não é possível esgotar a análise sobre Vargas que é objeto de teses e mais teses de mestrado e doutorado. Contudo, a título de curiosidade proponho realizar uma pesquisa com àqueles que possuem mais de 70 anos pedindo-os para citar os tres políticos mais importantes na História do país. Certamente Vargas constará entre estes três quiçá será o mais lembrado.

    ResponderExcluir
  28. legaaaaaal, gosteiii queria mais sobre Vargas e acheii

    ResponderExcluir
  29. Esse assunto é muito importante e bem explicado!

    Vlw...

    ResponderExcluir
  30. Muiitoo obrigadoo ajudou bastante

    ResponderExcluir
  31. Muito obrigadoo ajudou bastante mesmo,obrigado por poder nos transmitir tanto conhecimento assim de forma admiradora.

    ResponderExcluir
  32. adorei os comentarios do governo

    ResponderExcluir
  33. E



    MESMO




    MUITO BOOM




    ME AJUDOU



    BASTANTE





    VALEU MESMOOO..........

    ResponderExcluir
  34. Nossa ameei, a linguagem é bem mas clara do que a do livro que estudo, hoje tem prova me ajudou bastante a clarear as idéias !

    ResponderExcluir
  35. Adorei o site, pois a linguagem é mais prática e fácil de ser copreendida.
    Mim ajudou bastante no meu trabalho escolar.

    ResponderExcluir
  36. Muito bom,a leitura bem compreensiva e sintetisada, ajudou na minha pesquisa para discussão em sala de aula.

    ResponderExcluir
  37. Muito Bom msm !
    Vlwwwz
    =)

    ResponderExcluir
  38. este foi simplesmente o melhor blog de historia q eu ja me deparei, pois as informacoes sao muuuito resumidas ''enchutas'' e interessantes. Alem de me ajudar para a prova ( segundo ano ) creio q ira me ajudar no vestibular! aposto q este eh o caso de mais de centenas de pessoas q buscam por conhecimento de qualidade! obr!!

    ResponderExcluir
  39. adorei me ajudou muito.

    ResponderExcluir
  40. EXCELENTE texto, resumido, somente CONTEÚDO, e não cheio de "linguiças" como os livros didáticos atuais, gostei mto e me ajudou para minha prova e espero me ajudar à passar no Vestibular. MTO OBRIGADO !

    ResponderExcluir
  41. voçê é bom mesmo hein

    ResponderExcluir
  42. muitissimo obrigado me ajudou a entender melhor e ajudou a estudar para a prova, agora é só boa sorte !!!! vlw .

    ResponderExcluir
  43. Me ajudou bastante a diferenciar os marcos de cada governante do período populista.

    ResponderExcluir
  44. Isso Me ajudou bastante para fazer um trabalho de historia...da professora...antonia

    ResponderExcluir
  45. Muito Explicativo mesmo resumido.
    Estava com dificuldade em algumas peculiaridades de cada governo, porém aqui encontrei todas as diferenças e marcos de cada presidente.

    Continuem Assim.
    Grata ^^

    ResponderExcluir
  46. DEUS ABENÇÕE A TODOS. ESTUDEM PESSOAL, SE NAO VCS IRAO DEPENDER DE ALGUEM PARA SE SUSTENTAR =/ .

    CONFIE EM DEUS E O MAIS ELE FARÁ.

    ResponderExcluir
  47. Agora a Prova de Hj ta no papo...
    Vlw msm

    ResponderExcluir
  48. adooooooooooooooooooooooooooooooooooooooorei !

    ResponderExcluir
  49. ufa consegui terminar o trbalho

    ResponderExcluir
  50. vLE CARA ^^ Me ajudou d++ no Trabalho

    ResponderExcluir
  51. valew mano me ajudou muito esse blog
    cara valew

    ResponderExcluir
  52. vlw msm me ajudou muito no seminario .

    ResponderExcluir
  53. Gostei muito desse site ele me informou muito sobre o que eu precisava para fazer meu trabalho...
    Obrigada!! Luanna..

    ResponderExcluir
  54. Arigatou Gozaimasu! ^.^

    ResponderExcluir
  55. Um excelente texto. Obrigado por compartilhar esse conhecimento :-)

    ResponderExcluir